#VC21   #CycleDiversity   #Velocity2021
cycle diversity
LISBOA 6-9 SETEMBRO 2021

Automóveis e mobilidade: maiores desafios na luta contra as alterações climáticas em Lisboa

Blog Automóveis e mobilidade: maiores desafios na luta contra as alterações climáticas em Lisboa
O Presidente da Câmara Municipal de Lisboa elogiou as novas ciclovias de Lisboa como um sucesso, na última Web Summit, afirmando ao mesmo tempo que os automóveis e a mobilidade representam os maiores desafios no combate às alterações climáticas.

Em 2020, Lisboa recebeu o título de Capital Verde Europeia 2020, como reconhecimento dos esforços da cidade em avançar em direção a um futuro mais sustentável. O programa da Câmara Municipal criado para apoiar a compra de bicicletas, que Fernando Medina afirma ter sido "uma experiência promissora", ilustra estes esforços.

A Câmara Municipal de Lisboa lançou um programa de subsídios de 3 milhões de euros no ano passado que fixa um montante de 1,5 milhões para apoiar a compra de bicicletas convencionais, bem como 1 milhão de euros atribuídos a bicicletas assistidas eletricamente e 0,5 milhões de euros a bicicletas de carga.  Este ano, o programa foi alargado para apoiar também empresas, e incluir vouchers para a reparação de bicicletas e acessórios.




"O nosso maior desafio é a mobilidade"

Durante o seu discurso, o Presidente da Câmara salientou a importância de desenvolver uma economia circular para mitigar os impactos das alterações climáticas. Sublinhou também a importância de incentivar a utilização de transportes públicos e a expansão da rede de ciclovias da cidade, mas admitiu que ainda existe alguma resistência em Portugal e no resto da Europa: "Temos um problema com os automóveis. É uma realidade em todo o lado".  

Em Lisboa, cada bicicleta partilhada é utilizada 10 vezes por dia, mas ainda não é considerada a primeira escolha de transporte, e em 70% dos casos, é utilizada apenas para viagens curtas durante as horas de ponta.“Estou ansioso por ouvir todas as boas ideias sobre o tema", acrescentou Medina. 

O Presidente da Câmara de Lisboa sublinhou também o imenso potencial das energias renováveis em Portugal, tendo o país a maior exposição solar diária na Europa. Portugal conta atualmente com milhares de microprodutores de energia para a sua própria produção de energia, e a rede continua a expandir-se. Lisboa participou no desenvolvimento desta rede, investindo em infraestruturas de energias renováveis para 25.000 casas que pertencem ao município.

"Em muitas dimensões, a vida que levamos não é sustentável. Se agirmos atempadamente, poderemos fazer a diferença" concluiu F. Medina.  




Por Nolwen Graver
30 Mar, 2021

Fonte
https://eco.sapo.pt/2020/12/03/o-maior-desafio-sao-os-carros-e-a-mobilidade-assume-fernando-medina/