#VC21   #CycleDiversity   #Velocity2021
cycle diversity
LISBOA 6-9 SETEMBRO 2021

Explorar o conceito de #CycleDiversity: O que é e porque é importante?

Blog Explorar o conceito de #CycleDiversity: O que é e porque é importante?
A próxima edição da conferência Velo-city terá lugar em Lisboa, de 1 a 4 de Junho de 2021. A Velo-city 2021 Lisboa decorrerá em torno da criação de ambientes inclusivos e cycle-friendly, acessíveis a ciclistas de todas as idades, aptidões, géneros e origens.
Com a crise sem precedentes gerada pela COVID-19 e uma crise climática em crescimento, é mais evidente do que nunca a necessidade de um desenvolvimento urbano resiliente, verde e equitativo. O volume cada vez maior de tráfego tornou-se num fardo tremendo para o ambiente e lançou uma luz sobre a desigualdade urbana.

A mobilidade em bicicleta tem o poder de abordar e mitigar estes efeitos. Sendo o meio de transporte mais barato e simples, a bicicleta ajuda a quebrar as barreiras da mobilidade e reforça a coesão social entre pessoas de diferentes origens. As políticas de promoção de mobilidade em bicicleta são, portanto, cruciais por razões de justiça e de inclusão social.

A pedalar para a inclusão - Estudos de Casos de Construção de uma Cultura Ciclável Diversa:

A grande variedade de bicicletas também se reflete nos seus utilizadores. O conceito de Cycle Diversity revela-se em todos os cantos do globo. Move-se através de diferentes contextos políticos e viaja por climas diversos e por ambientes naturais e fabricados.

Recolhemos uma lista não exaustiva de estudos de casos e projetos que abraçaram o conceito de Cycle Diversity, aumentando a acessibilidade às bicicletas para todos.

As aulas gratuitas de ciclismo para refugiados e imigrantes têm sido uma história de sucesso em vários países da UE, incluindo a Suécia, a Alemanha, a Holanda, ou a Finlândia. Muitas vezes geridas por membros da ECF, estas iniciativas dão aos refugiados, e em particular às mulheres, a possibilidade de participar mais ativamente na sociedade. Por exemplo, em fevereiro de 2018, a Federação Finlandesa de Ciclistas (Pyöräliitto) iniciou o projeto "Imigrantes em Bicicleta", oferecendo aulas gratuitas de ciclismo para capacitar os imigrantes.



As bicicletas de carga criam comunidades mais inclusivas onde a idade, a origem ou a capacidade de locomoção de uma pessoa não são um impeditivo para a sua participação na vida social. A cidade de Gdynia, na Polónia, utiliza as bicicletas de carga como meio de envolver os cidadãos. A frota municipal tem bicicletas de carga com uma rampa na parte da frente, tornando-as acessíveis a pessoas em cadeira de rodas.



Três das organizações membros da ECF fazem parte do projeto Erasmus + "Mobilidade Sustentável, Comunidade Sustentável", que promove a inclusão social, as relações intergeracionais (especialmente através da ação “Cycling without age”), os valores ambientais e a mobilidade sustentável com um enfoque especial na bicicleta. A ação “Cycling without age” (Pedalar sem idade) utiliza riquixás, uma forma de bicicletas de carga, para facilitar as relações intergeracionais, ao mesmo tempo que promove a saúde mental entre os idosos.



Devido à sua grande versatilidade, as bicicletas de carga são ideais para um vasto conjunto de tarefas, desde a logística familiar à gestão eficiente e bem-sucedida de negócios. As bicicletas e as bicicletas de carga oferecem uma forma de transporte segura e mais conveniente para as famílias com filhos. Com a capacidade de transportar até quatro crianças pequenas e quatro vezes menos espaço do que um carro, as bicicletas (de carga) são muito mais eficientes, além de aumentarem a segurança rodoviária e a qualidade de vida urbana.

Esta mãe solteira de Graz, Áustria, usa a sua bicicleta de carga para transportar os seus filhos, bem como para gerir o seu negócio.



Além disso, as e-bikes têm um enorme potencial para estender a prática do ciclismo a novos grupos da população, tais como os viajantes de médias distâncias ou os idosos. De acordo com o último relatório de mercado da CONEBI, parceiros da ECF na indústria de bicicletas, as e-bikes continuam a ser fortes impulsionadoras do crescimento num mercado de bicicletas da UE que de outra forma seria estável. Este relatório confirma anteriores pesquisas que mostram que as e-bikes abrem a prática do ciclismo a grupos mais diversos.

Anteriores conferências da Velo-city já exploraram o tema da Cycle Diversity. Dê uma vista de olhos a algumas apresentações e desperte a curiosidade para a próxima edição, Velo-city 2021 Lisboa.
 
Acima de tudo, o conceito de Cycle Diversity é um trunfo a manter e a estimar. Vivemos em tempos difíceis, que exigem uma ação política ambiciosa, onde a equidade, a justiça intergeracional e as preocupações climáticas devem estar sempre presentes. Quanto mais diversificados são os nossos ambientes urbanos, mais resilientes se tornam. As cidades são vibrantes e sedutoras, duradouras no tempo mas em constante mudança e evolução, atraindo talentos e ligando pessoas de diferentes origens. O planeamento urbano deve refletir esta mistura complexa de aspetos ambientais, sociais e económicos. As desculpas acabaram, vamos pedalar juntos para um futuro melhor e celebrar juntos a #CycleDiversity!