#VC21   #CycleDiversity   #Velocity2021
cycle diversity
LISBOA 1-4 JUNE 2021

Mobilidade em Lisboa

A Velo-city 2021 em Lisboa será uma oportunidade de inspirar os cidadãos no caminho da mudança para uma maior sustentabilidade, diversidade e inclusão.

Lisboa iniciou o seu percurso para a mudança ao longo da última década mostrando que a mobilidade ciclável é muito mais do que uma bicicleta, muito mais do que um simples meio de transporte.

Lisboa está a mudar

Uma bicicleta é um veículo de mudança capaz de transformar cidades e de proporcionar uma maior qualidade de vida, especialmente quando a bicicleta está plenamente integrada nas políticas de governação local.

As metas de Lisboa para o aumento da utilização da bicicleta no sistema de mobilidade global da cidade enquadram-se nos seguintes objetivos em perfeita sintonia com uma conferência da Velo-city 2021 Lisboa:


2021 é um ano-chave proporcionando uma oportunidade para uma maior articulação e avaliação de uma diversidade de questões relacionadas com a bicicleta e o reforço do intercâmbio de ideias e melhores práticas para aumentar utilização da bicicleta.

A conferência Velo-city 2021 confere a Lisboa a oportunidade de celebrar e reconhecer a importância do seu percurso rumo ao desenvolvimento sustentável num momento-chave. Muito tem sido feito, mas há também um longo caminho a percorrer e o compromisso tem de ser perseverante.



Apesar do enorme crescimento da rede de ciclovias de Lisboa - a partir dos seus primeiros 3 km inaugurados em 2001 - para a atual rede de ciclovias dedicadas, de 100 km de Lisboa, os objetivos fixados para 2021 são muito ambiciosos: uma rede de ciclovias de 200 km, assegurando que 93% dos da população viverá a menos de 300 metros ou menos de uma zona interligada ciclovia, quase duplicando os atuais 49% da população com este privilégio.

Está também em funcionamento um sistema híbrido de partilha pública de bicicletas, com a sua expansão inicial programada para 1.410 bicicletas e 140 estações de ancoragem distribuídas em várias partes da cidade, até ao final de 2020, atingindo mais de 32% da população de Lisboa.


Mobility as a service

A nível internacional, Lisboa é considerada uma cidade com um enorme desafio de mobilidade e um definidor de tendências, considerada pelas mais importantes empresas de mobilidade como um o "Living Lab" ideal para testar novas soluções.

 

Desde 2017 que o Município de Lisboa tem vindo a investir fortemente em transportes públicos, especialmente na rede de autocarros e elétricos, renovando e expandindo a frota para um melhor serviço e desempenho, esforçando-se por atrair mais pessoas para a utilização dos transportes públicos.

 

As bicicletas podem agora viajar em todos os horários no metro de Lisboa, na CP - comboios urbanos, regionais e intercidades. Na Fertagus, nas carreiras de autocarros para bicicletas da Carris e todos os ferryboats que atravessam o Rio Tejo.